Urban Jungle: a tendência da vez

Da cozinha ao banheiro, a tendência de encher o apê com plantas virou febre na decoração de interiores

O que começou com um grupo de blogueiros trocando dicas sobre jardinagem e paisagismo nas grandes cidades  hoje é uma febre no mundo da decoração: a tendência do Urban Jungle  consiste em encher a sua casa ou apartamento com plantas de todos os tipos, compensando a falta do verde no caos urbano das metrópoles.

Neste novo estilo de viver, o verde pode ocupar cada espacinho do lar, da cozinha, com hortas caseiras, ao banheiro. E os benefícios são inúmeros : além de purificarem o ar, as plantinhas auxiliam em nossa saúde e bem-estar.

Jardins verticais volumosos, trepadeiras e outros arranjos verdes fazem com que o morador sinta-se em um verdadeiro refúgio florestal. Se inspire com a tendência da vez e monte seu cantinho particular dentro de casa.

Banheiro em uma casa de praia no Guarujá, assinado por Korman Arquitetos.

  Banheiro em uma casa de praia no Guarujá, assinado por Korman Arquitetos. (Divulgação/Korman Arquitetos)

 

 Neste ambiente, assinado por Marcelo Novaes Arquitetura Paisagística, o jardim vertical foi montado com blocos cerâmicos da GreenWall Ceramic, que garante o livre desenvolvimento horizontal das raízes das plantas e um sistema de irrigação mais eficaz. (Divulgação/GreenWall Ceramic).

Abaixo, confira 9 dicas para cultivar plantas dentro de casa

1. Sempre coloque as plantas em um lugar iluminado e analise a luminosidade do local em que você mora antes de se decidir por uma espécie.

2. Saiba que tipo de luz a espécie precisa: pleno sol, meia-sombra e sombra. Plantas de meia-sombra gostam de receber o sol da manhã ou do fim da tarde, enquanto as de sombra preferem luz indireta, filtrada pela janela e até mesmo por cortinas.

3. Pouquíssimas plantas internas devem ser regadas diariamente.

4. Apesar de cada espécie possuir uma preferência, é difícil errar seguindo esse esquema: duas regas por semana no verão, e uma no inverno.

5. Uma boa ideia é fazer o teste do palito. Todos os dias, coloque um palito de dente – ou de churrasco, dependendo do tamanho do vaso – no solo. A velocidade em que o solo seca te ajudará a entender melhor as necessidades da sua planta.

6. O solo precisa ter seus nutrientes repostos periodicamente. Pergunte ao florista a frequência com a qual sua espécie precisa ser adubada.

7. Intercalar a adubação NPK 10-10-10 com húmus de minhoca e bokashi, um fertilizante composto de farelos orgânicos.

8. Apesar de popular, a torta de mamona não é tão recomendada: quem tem pets precisa tomar cuidado, pois ela é tóxica.

9. Se a planta ficar no lavabo, cuidado com o excesso de umidade: deixe os vidros das janelas sempre abertos para ventilação. Durante o dia, portas e janelas também.

Recommend