Será criado Circuito Histórico e Arqueológico da Pequena África no Centro

Será criado o Circuito Histórico e Arqueológico da Pequena África, que inclui áreas da Região Portuária e do Centro Histórico da capital. É o que determina a Lei 8.105/18.

O projeto tem como objetivo incentivar a criação de circuitos que passem pelo trajeto da diáspora africana no estado, para a realização de atividades de caráter científico, educacional, social, econômico e turístico. O circuito deverá contemplar áreas, espaços, paisagens, personagens históricos, roteiros e qualquer outro elemento que retrate a cultura de matriz africana e dos afrodescendentes presentes ou ainda a serem identificados.

Podem ser contempladas ainda as ilhas da Baía de Guanabara, que serviram de lugar de quarentena e depósito de cativos africanos, junto com municípios atravessados pelas rotas internas por onde passavam os escravos. Antigos portos, mercados de escravos, cemitérios, igrejas, irmandades, antigas propriedades rurais, vilarejos e demais lugares identificados como ponto de chegada e dispersão da população africana e seus descendentes no período da escravidão no Brasil estarão inclusos no roteiro. Quilombos e áreas doadas a grupos ou famílias de ex-cativos também poderão fazer parte.

Recommend