Bares e restaurantes com espaços para refeições ao ar livre no Rio

Sentar numa varanda ou até numa calçada pode trazer um certo conforto e um respiro mais aliviado em meio à pandemia. Um roteiro a seguir

Em tempos de coronavírus, os espaços a céu aberto têm cada vez mais valor – ainda que a segurança ainda seja, por vezes, um fio esgarçado. Sentar numa varanda ou até numa calçada pode trazer um certo conforto e um respiro mais aliviado em meio à pandemia. Por isso, VEJA RIO selecionou lugares que servem refeições e bons drinques ao ar livre para aqueles que quiserem ou precisarem dar uma espairecida em novos ares.

Aprazível

No alto de Santa Teresa, conta com diversos ambientes a céu aberto, onde não é difícil manter um distanciamento entre as mesas. Entre os destaques do cardápio, o peixe tropical leva arroz de coco com castanha, banana-da-terra, molho de peixe e açafrão. Sexta e sábado, 12h às 22h. Domingo,12h às 18h. Para fazer sua reserva clique aqui.

Aprazível: peixe tropical Aprazível/Divulgação

Bazzar

Além do distanciamento entre as mesas, a varanda conta com divisórias de vidro móveis, tapetes higienizadores de solas de sapatos na entrada, funcionários com máscaras e disponibilidade de álcool em gel. Entre os hits do menu, o ceviche de frutas da estação com coco, flores e raspadinha de cachaça da Quinta (R$ 39,00) funciona como um ótimo abre-alas. Rua Barão da Torre, 538, Ipanema, Quinta a sábado, 17h a 0h. Sexta a domingo, 12h às 16h. Reservas pelo telefone: 3202-2884.

Ceviche: frutas da estação Bazzar/Divulgação

Bistrô da Casa

Funcionando apenas com a parte externa, o endereço abre aos domingos para o brunch, além de sábado, sempre de 10 às 15h. O croque monsieur, por exemplo, sai a R$ 28,00. Em seguida,

entra em cartaz o Sunset do Bistrô, com um cardápio de happy hour criado pelo chef Christiano Ramalho, que se estende até as 19h. Ladeira da Glória 98, Glória. Reservas pelo telefone: 96585-5546.

Bistrô da Casa: área externa pra brunch e sunset Morgana Leandro/Divulgação

Casa Camolese

Os espaços ao ar livre foram ampliados e o menu foi remodelado também. Dentre as novidades, pizzas de fermentação natural são assadas em noventa segundos, a exemplo da margherita (R$ 42,00). O croquete do adonias (R$ 29,00) ganha o recheio do ingrediente mais fresco da semana. Rua Jardim Botânico, 983, 3514-8200. Terça a sexta, 17h às 23h. Sábado, 12h às 23h. Domingo, 12h às 19h.

Pizzas artesanais: prontas em noventa segundos Casa Camolese/Divulgação

Coltivi

Ao ar livre, o espaço ganhou plantas a fim de demarcar os lugares que não podem ser ocupados por clientes em função do distanciamento. As obras de design botânico são da Concretizee e estão à venda para os comensais. No cardápio, fazem sucesso as pizzas do chef Meguru Baba, a exemplo da margherita (R$ 60,00), e os e os drinques do bartender Yuri Evangelista, como o milagreiro (R$ 28,00). Esse último preparado com sakê infusionado com maçã-verde e canela, chá de capim-limão, syrup de maçã-verde e suco de limão. Quinta a sábado, 19h às 23h. Reservas pelo 96532-5353 ou pelo email: [email protected]

Coltivi: plantas na área externa Coltivi/Divulgação

Gajos d’Ouro

Cercado por arranjos de plantas e verdes, o local possui quatro mesas cobertas por ombrelone. No menu, o couvert (R$29,00) traz croquetes de carne com queijinhos da serra derretidos, os clássicos bolinhos de bacalhau e, claro, o tradicional arroz de pato (R$75,00), carro-chefe da casa, herança do tradicional Antiquarius. Rua Prudente de Moraes, 1008, Ipanema, 3449-1546 e 3449-1583. Segunda a sábado, 12h às 23h. Domingo, 12h às 18h.

Gajos d’Ouro: varanda Gajos/Divulgação

Irajá Redux

Com 50% da capacidade do atendimento menu em QR Code, é possível acomodar-se na varanda e começar pelos fish tacos (R$ 24,00) ou pela salada caprese (R$ 48,00). Na seção principal, a dica é degustar o mac and cheese de lagosta (R$ 78,00) ou o arroz de bacalhau (R$ 8,00). Avenida Ataulfo de Paiva, 270, loja 112, 2540-5487. Terça a domingo, 12h a 23h. 

Irajá Redux: varanda Grupo Irajá/Divulgação

Liceu Tapas & Vinhos

Com um espaço externo para quem prefere degustar petiscos portugueses ao ar livre, o sonho de bacalhau e palmito é um bolinho do pescado cujo palmito substitui a batata. O petisco chega acompanhado de molho pesto de manjericão (R$12,00). Há também opções para almoço executivo. O cliente pode escolher entre oito proteínas na brasa com duas guarnições. Entre as pedidas, há galeto com arroz de tomate e farofa de ovos (R$ 47,90). Rua Nelson Mandela, 100, loja 104, Botafogo, 2537-6119 e 2246-6831. Segunda a domingo, 12h às 23h.

Sonho de bacalhau: palmito no lugar da batata Oseias Barbosa/Divulgação

Maria e o Boi

Com agradável varanda entre as ruas Maria Quitéria e Redentor, o restaurante serve, sob reserva, pedidas como a linguiça glaciada com balsâmico (R$ 34,00), sugestão para abrir o apetite, seguida de bife de chorizo (500 gramas) com bossinha do chef, a exemplo de queijo de coalho e manteiga noisette, mousse de foie gras (R$ 115,00). Rua Maria Quitéria, 111, Ipanema, 3502-4634. 12h às 22h.

Maria e o Boi: pedidas como o bife à cavalo na varanda Tomás Rangel/Divulgação

Posì Mozza & Mare 

O endereço conta com mesas em uma arborizada área externa, que ganhou ombrelones e velas para a reabertura. No cardápio, há opções como a polenta cremosa com ragu de cogumelos, gema caipira e neve de grana padano (R$ 39,00) e o linguini com vôngole, vinho branco e salsa (R$ 79,00). Rua Aníbal de Mendonça, 158, Ipanema, 3215-8668. Segunda a quinta,12 a 0h. Sexta e sábado, 12h às 23h.

Posì: polenta na varanda Posì/Divulgação

FONTE: VEJARIO

Recommend
No articles