Alta da Selic não deve abalar boa fase do mercado imobiliário

O avanço da inflação no país fez o Copom reajustar a Selic em mais um ponto percentual, chegando aos 6,25% ao ano. Apesar da alta, o índice segue em um nível baixo na comparação com o patamar histórico – o valor é o mesmo que foi registrado no mês de agosto de 2019.

Assim, para agentes do mercado imobiliário o momento segue excelente para o investimento em imóveis. O presidente da Abrainc, Luiz França, destacou que “as condições para aquisição da casa própria permanecem atraentes, a contratação de crédito imobiliário continua crescendo e a elevação da Selic não vai inviabilizar os planos de quem está em busca de um imóvel”.

O aumento da Selic tende aencarecer o financiamento de imóveis, mas é preciso lembrar que a nova taxa segue oferecendo um valor final bastante convidativo se analisarmos a média histórica. Em 2016, por exemplo, o índice estava acima dos 14%. Por este motivo, o setor imobiliário acredita que o clima continuará favorável para os negócios.

É fato também que a demanda por habitação é crescente no país. Ou seja, apesar dos obstáculos, o mercado segue aquecido e cheio de oportunidades. Contudo, é preciso manter as antenas ligadas, já que a economia é dinâmica e as projeções mais recentes indicam novos aumentos da inflação. 

FONTE: IMOBI REPORT

Recommend