Bienal do Livro tem 20ª edição anunciada em formato híbrido no Rio de Janeiro

Evento acontece entre os dias 3 e 12 de dezembro no Riocentro, na Barra da Tijuca

É hora de voltar com um dos maiores eventos da cidade do Rio de Janeiro. A Bienal Internacional do Livro acontece entre os dias 3 e 12 de dezembro nos pavilhões do Riocentro, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. O objetivo da 20ª edição é refletir sobre as experiências vividas na pandemia e como construir uma nova narrativa para o futuro a partir de agora.

“O livro voltou a ser protagonista das pessoas. O livro voltou para dentro da casa das pessoas. Isso é um motivo de comemoração e celebração. Então a bienal é uma hora que a gente coloca o livro em evidência e que a gente convida as pessoas a repensar no Brasil, no mundo e como a gente vai construir a nossa história a partir de agora”, conta o presidente do Sindicato Nacional de Editores de Livros, Marcos da Veiga Pereira.

Esta edição de 2021 também vai ser transmitida online para o público, com entrevistas exclusivas para quem acessar a Bienal de forma virtual. A ideia de trazer um evento digital em paralelo com o presencial é uma opção para quem busca fazer parte do evento, mas ainda não se sente seguro de estar nas ruas nesse período pandêmico. Mas o conceito desse projeto é antigo, antes mesmo da Covid-19.

“Sem saber (que vinha a pandemia) a gente já começou a trilhar esse caminho lá em 2019 quando a gente olhou e viu que a bienal não cabia mais em 10 dias só no pavilhão do Riocentro. (A gente sabia que) era preciso expandir tanto em tempo, quanto geograficamente”, afirma a diretora da GL Events, responsável pela realização da Bienal do Livro, Tatiana Zaccaro.

Além da transmissão, a equipe do evento botou em prática uma iniciativa que leva o conceito da Bienal para escolas municipais do Rio. A expectativa é de que mais de 40 mil alunos da rede municipal visitem o espaço nos 10 dias da Bienal do Livro 2021.

“Essa é a maior parceria entre a prefeitura e a Bienal. A Bienal ela tem a cara do Rio de Janeiro, a cara da cultura, da educação, da diversidade. Todos (os alunos) terão transporte, alimentação, a condição de comprar alguns livros. São mais de R$ 12 milhões de investimento”, anunciou o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha.

Uma plataforma digital também foi lançada em fevereiro com conteúdos exclusivos junto a uma loja virtual para os amantes da leitura.

Para mais informações, basta acessar:

https://bienaldolivro.com.br/evento-2021/

Recommend